Segundo grau da perfeição monástica III

8 10 2013
Dom João - Mosteiro da Ressurreição e uma Monja Carmelita

Dom João – Mosteiro da Ressurreição e uma Monja Carmelita

Da renúncia à própria vontade e às inclinações da carne.

Escuta, agora, a explicação do segundo grau.
Prossegue minha exortação dizendo-te: e dirige-te para (contra) o oriente,
que é o mesmo que dizer-te: luta por desfazer a desordenada inclinação de tua
natural concupiscência carnal. Porque deves ter presente que “no dia do teu
nascimento não se arrancou de ti a raiz do pecado” (Ezequias, 15, 4) e nasceste todo
envolto em pecado”(Jo 9, 34) como disse o Profeta de todo aquele que nasce do
homem e da mulher: “Olha que fui concebida na iniquidade e que minha mãe me
concebeu em pecado” (Sl 50, 7).
Deste pecado original em que nasce todo homem, procede que “a carne
tem desejos contrários aos do espírito” (Gal 5, 17). O Apóstolo diz: sinto outra lei em
meus membros, a qual resiste à lei do meu espírito e me submete à lei do pecado que
está em meus membros. (Rom 7, 23).
Esta lei do pecado é a porta larga pela qual entra quem consente no pecado
e é o caminho espaçoso por onde vai o homem quando vive segundo a sua
concupiscência, que conduz à perdição, sendo muitos os que entram por ela. (Mt 7,13).
Àquele, porém, que se esforça no serviço de Deus convém “abster-se dos
desejos da carne que combatem contra a alma” (1Pd 2, 11) e permanecer na justiça e
temor de Deus, preparando sua alma, não para o descanso e o prazer, mas para a
tentação e a angústia, pois “é necessário passar por muitas tribulações para entrar no
reino de Deus” (At 14, 21), porque apertada é a porta e estreito o caminho que conduz
à vida eterna e são poucos os que entram por ela. (Mt 7, 14) uma vez que são poucos
os escolhidos e pequeno o rebanho ao qual aprouve ao Pai celestial dar o reino dos céus.
Pois, meu filho, se queres ser perfeito e conseguir o objetivo da vida
monástica, e eremítica, e aí beber da torrente, “vai para o oriente”, isto é, luta contra a
concupiscência ou contra os apetites desordenados da carne e “não reine o pecado
em vosso corpo mortal de modo a obedecerdes às suas concupiscências” (Rom 6, 12).

Fonte:http://www.freiscarmelitas.com.br

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: