Do primeiro grau da profissão monástica II

8 10 2013

21471_720579794626175_827201822_n

Agora te aconselho que estudes estes graus por ordem e discorras sobre cada um deles.
O primeiro que te disse em minha disposição foi: “sai daqui, ou seja: sai da tua terra, deixa teus parentes, e a casa do teu pai” (Gen 12, 1) não só com a intenção, cuidando que teu coração não ponha seu afeto nos bens materiais de tua família, nem nas riquezas perecedoras do mundo, mas que saias de fato, desfazendo-te dos bens que possuis, porque “aquele dentre vós que não renuncia a tudo o que possui não pode ser meu discípulo.” (Lc 14, 33).
Pois se a posse das riquezas não fecha a porta do reino celeste ao rico enquanto não põe o coração nas riquezas, como nô-lo diz o Sábio: “Bem-aventurado o rico que foi encontrado sem mancha e que não anda atrás do ouro, nem põe sua esperança no dinheiro e nos tesouros (Eclo 31, 8), mas com o que o mesmo Sábio continua dizendo: “Quem é este e o elogiaremos?” nos ensinou clarissimamente quão difícil é encontrar um homem que, possuindo riquezas não coloque nelas o afeto de seu coração uma vez que o coração do homem se apega facilmente ao que, ordinariamente lhe dá prazer.
Enquanto se possuem as riquezas, elas mesmas aumentam no coração a chama e engendram uma nova ânsia de possuí-las, mais veemente como também o disse o Sábio: “o rico está tão repleto de manjares que não pode dormir” (Ecl 5, 11).
Absorvido pelo inútil amor às riquezas que possui, vendo-se forçado a administrar a valiosa fazendo, sente-se continuamente preocupado sob o peso de incessantes cuidados os quais o impedem de desejar e cumprir os preceitos do Senhor. Os apegos do século e a ilusão das riquezas e os demais apetites desordenados a que dão entrada, abafam a palavra divina e a torna sem fruto (Mc 4,19); por isto dificilmente entrará o rico no reino nos céus (Mt 19, 23).
Assim pois, filho meu, se queres ser perfeito e viver bem a finalidade da vida monástica eremítica, e ali “beber da torrente, sai daqui”, ou seja: separa-te das coisas perecedoras deste mundo, deixando de coração e por obras, todos os teus bens terrenos e até a possibilidade de tê-los, por meu amor. Porque este é o caminho mais fácil e mais seguro para progredir na perfeição profética e também para chegarao reino dos céus.“Todo aquele que deixar casa e irmãos, o pai, a esposa ou filhos, ou casas por causa do meu nome, receberá cem vezes mais em bens mais sólidos, (Mt 19, 29), gozando já nesta vida a suavidade da minha doçura, cem vezes superior às doçuras terrenas e logo possuirá a vida eterna”.

Muito brevemente ouviste aqui o primeiro grau pelo qual poderás subir ao cume da perfeição profética.

Fonte:http://www.freiscarmelitas.com.br/

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: