Ditos sobre orgulho e humildade.

9 04 2013

images (10)
Das Sagradas Escrituras.

O orgulho vem antes da destruição e um espírito altivo antes da queda (Prov. 16:18).

Antes da destruição do coração de um homem está a soberba e antes da honra, a humildade (Prov. 18:12).

(Sirach 3:17-18).

(Sirach 10:9).

(Sirach 10:18).

See also: Sirach 3:21; 4:7; 13:1; 20:11.

O temor do Senhor é a instrução da sabedoria e antes da honra está a humildade (Prov. 15:33).

O orgulho de um homem o fará cair, mas a honra elevará o humilde de espírito (Prov. 29:23).

O Senhor está perto daqueles de coração quebrantado e salvará os de espírito contrito (Ps. 34:18).

Para aqueles disse o Elevado e sublime, que habita nas alturas por toda a eternidade, cujo nome é santo: Eu habito nas alturas e no lugar santo, com ele está o contrito e de espírito humilde para reviverem os seus espíritos. (Isaiah 57:15).

Jesus Cristo: “Tomem o meu jugo sobre vocês e aprendam de mim, que sou pobre e humilde de coração e encontrarão repouso para as suas almas” (Mat. 11:29).

Os apóstolos tinham um argumento maior entre eles : “E Jesus chamou uma criança para perto de si e colocou-a no meio deles e disse, em verdade, eu vou disso, se não se converterem e se tornarem como uma pequena criança, não poderão entrar no reino dos céus. Portanto, devem humilhar-se a si mesmos, serem como esta pequena criança, para serem grandes no reino dos céus” (Mat. 18:2-4).

A oração da Virgem Maria: Deus “Ele olhou para a pequenez de sua serva e, portanto, todas as gerações me chamarão de abençoada” (Lucas 1:48).

Jesus asked His disciples: “For whether is greater, he that sitteth at meat, or he that serveth? is not he that sitteth at meat? But I am among you as he that serveth” (Lucas 22:27).

Deus resiste aos orgulhos, mas dá a sua graça aos humildes (João 4:6).

Vocês, jovens, submetam-se aos mais velhos. Sim, sejam sujeitos uns aos outros, e se vestirão da humildade, pois Deus resiste aos orgulhosos e dá a sua graça aos humildes (1 Pedro 5:5; veja também Sl. 147:6).

Como cada homem recebeu o dom, mesmo cada ministro seja igual ao outro, pois o bem glorifica a graça de Deus. Se alguém falar, deixe-o falar os oráculos de Deus, deixem-o praticar a habilidade que Deus lhe deu; Deus é glorificado em muitas coisas através de Jesus Cristo: naquele que o glorifica e louva para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4:10-11).

Quem é sábio e cheio de conhecimento dentre vocês (João 3:13).

Mas a sabedoria do alto é antes de tudo pura, pacífica, gentil, modesta, misericordiosa, cheia de bons frutos, imparcial e sem hipocrisia (João 3:17).

Agora rogo a vocês, irmãs, em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, que todos falem a mesma coisa e que não haja divisões entre vocês, mas que estejam perfeitamente unidos em uma mesma mente e um mesmo julgamento. (1 Cor. 1:10).

Portanto, se qualquer consolação em Cristo, qualquer conforto no amor, qualquer acompanhamento do espírito, se há alguma comiseração ou misericórdia, sejam cheios de alegria, do mesmo pensamento, tendo o mesmo amor, estando de acordo, como uma só mente. Não deixem nada ser feito para a vanglória, mas na humildade da alma pensem sempre o melhor dos outros do que vocês mesmos. Olhem para cada homem não através de suas próprias coisas, mas pelas coisas dos outros. Deixe sua mente ser sua, como é a de Jesus Cristo.

(Phil. 2:1-5).

Veja também: Rom. 12:16; 1 Cor. 1:26-31; Col. 3:12.

Dos Santos Pais.

São Macários, o Grande.

O Senhor, conhecendo a fraqueza humana e a sua inclinação à vanglória, restringiu-o e não o deixou permanecer em um estado de aperfeiçoamento. Desde você, ao adquirir algo pequeno, exalta-se e torna-se insuportável para os outros, quanto mais insuportável você se tornaria se apreciasse todos os dons espirituais de imediato? É por isto que Deus, ciente de sua fraqueza, manda-lhe infortúnios de acordo com a Sua providência, para manter-lhe humilde e lutar mais vigorosamente em direção a Ele,

Quando alguém se aparta da graça, ele se considera o pior dos pecadores e este é um pensamento natural. Quanto mais alguém conhece a Deus, mais ele acredita que não conhece nada e mais ele aprende, mais ele nega a si mesmo. A graça o assiste e instala, naturalmente, esse modo de pensar.

Mas se você vê que alguém se vangloria ou se enaltece de seus dons, esteja certo de que, mesmo fazendo milagres e ressuscitando os mortos, ele está sendo enganado pelo poder maligno, embora não o saiba. Mesmo fazendo milagres não creia nele, porque a marca de um genuíno cristão é, ao receber um dom de Deus, escondê-lo de outros. Sendo a possessão dos tesouros do rei, o crente os esconde, dizendo: “não são meus, outro esta aqui. ” Mas se alguém disser: “O que eu tenho é suficiente para mim e não necessito de mais” ele não é um cristão, mas está iludido e se tornou um instrumento do diabo. Em função da sede de Deus ser insaciável, quanto mais alguém experimenta os dons espirituais mais ele se torna sedento deles. Essas pessoas têm um amor flamejante e irrepreensível perante Deus. Quanto mais elas adquirem e são bem sucedidas, mais elas vêm suas pobreza.

O bem aventurado diádoco.

Quem ama a si mesmo não pode amar a Deus plenamente e apenas quem não ama a si mesmo por um profundo amor a Deus pode realmente amá-Lo. Tal pessoa jamais deseja a glória para si mesmo, mas apenas para Deus e é natural que ele procure apenas a glória de Deus e tenha prazer na humildade em relação a si mesmo, porque a glória é apenas de Deus, por sua grandeza, e a humildade pertence ao homem.

São Elias o Ekdik

Se alguém pensar alto de si mesmo não nota as suas faltas, então o humilde não nota as suas boas qualidades. As faltas do primeiro são obscurecidas por mau desconhecimento e as do último, por um que agrada a Deus.

Um mercador não o pode ser sem ouro, mesmo que seja o mais capacitado; portanto um homem que se dirige ao ascetismo sem humildade não verá o fruto da virtude do bem, não importa o quanto ele se baseie em sua razão.

Diferentes anciãos.

Se você vir um jovem vivendo por sua própria vontade e valentemente ascendendo ao céu, pegue-o pelos pés e puxe-o de volta à terra, porque sua ascensão será prejudicial a ele.

O sucesso espiritual de um homem é medido por sua humildade. Quanto mais ele é imerso em humildade, mais ele voa alto em suas virtudes.

Eu prefiro o pecador arrependido ao não pecador e não arrependido. (Abba Pimenos)

O humilde sequer mostra a língua censurar alguém de não ter cuidado ou ser negligente. Ele não tem olhos para ver as faltas dos outros e não tem ouvidos para ouvir a condenação de alguém. Ele está preocupado apenas com os seus próprios pecados (Abba Isaías).

São João Cassiano.

A sétima batalha a ser pensada é a contra o espírito de vaidade, essa variada, mutável e súbita paixão, freqüentemente difícil de discernir e de reconhecer e contra a qual é difícil guardar-se. Outras paixões têm uma só aparência, mas esta é diversa, e assalta o guerreiro de Cristo por todos os lados, quando ele ainda está lutando e quando ele está perto da vitória. A vaidade tenta feri-lo de todas as maneiras possíveis: através de sua roupa, de seu caminhar, de sua estatura, de sua voz, de sua leitura, de seu jejum de sua reclusão, de seu conhecimento, de sua obediência, de sua humildade, de seu bom humor. Como uma pedra perigosa escondida debaixo da água, causa um rombo fatal quando os marinheiros finalmente a avistam.

Outras paixões murcham e se tornam mais fracas a cada dia que as confrontamos e superamos. Algumas se esgotam e se acalmam simplesmente porque alguém troca de condições de vida e de local. Igualmente, é mais fácil para nós as vigiarmos e evadi-las por causa de seus conflitos com as virtudes correspondentes. Mas a vaidade, quando contrariada, luta com nova fúria, e quando é considerada morta novamente renasce, recuperando sua saúde e força. Outras paixões apenas reinam sobre aqueles submetidos a elas, tentando com pensamentos sobre o sucesso, mas essa assalta os seus vitoriosos com nova ferocidade, tentando-os com pensamentos vaidosos sobre seu sucesso sobre ela, por isso o guerreiro cristão deve fere-se com os seus próprios dardos.

A oitava e última batalha é contra o espírito de orgulho. Esta é a última paixão em nossa interpretação, mas a primeira em sua origem. O orgulho é o animal mais feroz e indomável, que é especialmente ativo contra os perfeitos, devorando-os quando eles estão quase no ápice da virtude.

Portanto, devemos lutar pela perfeição, com jejum vigoroso, guardando a vigilância, um corpo e coração contritos e fazendo obras ascéticas, evitando o orgulho, que inutiliza nossos trabalhos. Devemos lembrar que é impossível chegar à perfeição por nossos próprios esforços, mas nossas obras e práticas espirituais não podem ser realizadas sem a graça de Deus.

São João da Escada.

O Senhor sempre mantém nossas virtudes escondidas de nós. Quando alguém nos glorifica, ou melhor, leva-nos à ilusão com o elogio, abre os nossos olhos, mas logo que esses são abertos o tesouro da virtude se foi.

O orgulho é como uma maçã podre por dentro e bela e brilhante por fora.

O orgulhoso não necessita de um demônio para tentá-lo; ele tornou-se um demônio para si próprio.

Para alguém vaidoso de seus dons, isto é, agudo de mente, bom entendedor, leitor habilidoso, articulador e dono de outras qualidades que não trabalhou para ganhar, os dons sobrenaturais nunca virão, porque ele é injusto e vaidoso.

Nenhum outro pensamento é tão difícil de confessar quando a censura de alguém ((que é causada pelo orgulho) e é por isso que alguns sofrem desses pensamentos até a velhice. Devemos saber que nada fortalece mais os demônios do que esconder maus pensamentos, quando os guardamos dentro de nós os damos mais forças.

Se o orgulho tornou alguns anjos em demônios, não há duvida de que a humildade pode fazer de demônios, anjos. Portanto, tenha coragem, mesmo que caia, coloque a sua esperança em Deus.

Algumas vezes acontece que não apenas os crentes são levados pelas paixões, mas também os descrentes, deixando apenas alguns para trás. O primeiro é o mal primário e tem a capacidade de substituir todos os outros, tornando-se tão prejudicial a ponto de retirar alguém do próprio céu-isto é o orgulho.

Muitas vezes Deus deixa algumas pequenas paixões em pessoas de forma que, ao perceberem sua debilidade, eles aproximam-se Dele, enriquecendo-se em humildade.

Como os pobres, quando vêem os tesouros do rei percebem mais agudamente a sua pobreza, o mesmo faz a alma, lendo sobre as virtudes dos santos pais, se faz, sem querer, mais humilde em seus pensamentos.

Aquele que é fraco no corpo e cometeu uma série de pecados, deve seguir o caminho da humildade e das virtudes próximas a ela porque, para ele, não há outra forma de salvação.

Quando o demônio do orgulho dominou firmemente o bastante a seus servos, então ele aparece em seus sonhos ou abertamente, na imagem de um anjo ou santo e revela supostos mistérios a eles, então os suscetíveis, iludidos, perdem o resto de sua razão.

Os Anciãos Barsanuphius e John.

Vamos sempre praticar a humildade, porque o humilde está sobre a terra e como pode cair em qualquer lugar? Aquele que está no alto pode facilmente cair. Se revisarmos e melhorarmos nossos caminhos, e isso não é nosso, é dom de Deus, porque ” O senhor levantou os caídos e abriu os olhos os cegos” (Salmos 146:8).

Uma pessoa deve-se considerar mais pecador do que todos os pecadores e, não tendo nada de bom, repreender a si mesmo muitas vezes, em qualquer lugar e por qualquer coisa.

Sobre a questão de argumentar contra os pensamentos que nos aflijem,eu responderei: não argumente, porque isso é exatamente o que os nossos inimigos desejam que façamos e vendo-nos respondendo, não cessarão de nos atacar. Ao invés disso, reze a Deus, exponha a sua fraqueza ante Ele, e Ele irá ajudar a expulsar e varrer completamente esses pensamentos.

São Isaac, o Sírio.

Como um antídoto ao sentimento súbito de vaidade, confesse sinceramente sua fraqueza e ignorância a Deus em oração, para não ser abandonado por ele e tentado por desejos impuros, pois a fornicação sempre segue o orgulho.

A virtude é a mãe da piedade e esta carrega a humildade, que é glorificada pela graça. O prêmio em segui-la é dado não pela virtude e não pelos trabalhos feitos, mas pela humildade que vem através deles. Se faltar a humildade, todas as virtudes são vãs.

O humilde é livre de pressa, confusão, pensamentos ferventes ou vazios, ele sempre está em paz. Nada pode admirá-lo, embaraçá-lo ou aterrorizá-lo, pois ele já é um espírito temeroso e humilde na piedade, não levado pela maravilha da alegria, mas sua única alegria é glorificar seu mestre.

Não se apóie em sua força, então Deus não lhe deixará cair por sua fraqueza e você aprenderá por uma experiência amarga.

Se alguém aborrece a Deus em algo e não fica estável, depois de passar pelo infortúnio, ele aprenderá a humildade. As honras fogem daquele que as persegue, mas estas correm de quem se esquiva delas. Um homem que alcançou o conhecimento da fraqueza alcançou a perfeição da humildade.

Os genuinamente corretos sempre se consideram indignos de Deus. E aqueles que são corretos vêem a si mesmos como prejudicados e não merecedores da misericórdia de Deus, declarando isto secreta e abertamente, iluminados pelo Espírito Santo. Eles são encorajados a pensar dessa maneira pelo Espírito Santo, para permanecerem trabalhando e no caminho estreito enquanto estiverem no mundo. Deus preparou o seu descanso quando eles vierem a Ele. Portanto, em todo aquele que Deus habita não há a vontade de viver sem tristeza, embora às vezes uma consolação espiritual mística lhes é fornecida.

São Simeão o Novo Teólogo.

Quando alguém, rebaixado ou molestado, se ressente fortemente em seu coração, pode-se ter a certeza de que ele carrega a antiga serpente (orgulho) em seu interior. Se ele enfrenta silenciosamente, ele enfraquecerá e paralisará a serpente, mas se ele responder agressiva e violentamente, ele fortalecerá a serpente com mais veneno em seu coração e esta consumirá suas entranhas sem piedade. .

São João de Kronstadt.

O mais que vocês possam, sejam mansos, humildes e simples com todos, considerando a si mesmos, sem pretensão, o menor, o mais pecador e fraco de todos. Diga a si mesmo: “Eu sou o primeiro dos pecadores. ” O orgulho produz pompa e um frio e fingido tratamento para com os outros.

Seja atento com as manifestações do orgulho: ele vem sem avisar, especialmente quando você se aborrece com os outros por assuntos irrelevantes. Se você deseja ser humilde, considere-se merecedor de qualquer tipo de malícia e abuso dos outros. Não fique irritado quando eles o acusam ou abusam de você. Apenas diga: “Ó meu Santo Pai. Não porque eu quero, mas por sua vontade. ” Lembre-se que o Salvador disse: “O servo não é maior do que o seu senhor. Se eles me perseguiram, irão perseguir vocês. . . se o mundo odeia vocês, ele me odiou primeiro” (João 15:20, 18).

Lembre o que diz a Sagrada Escritura: “Não seja vencido pelo mal, mas vença o mal com o bem” (Rom 12:21). Quando alguém é rude com você, quando você for tentado, quando te falam com raiva, não retorne da mesma maneira, mas seja silencioso, manso e benigno, respeitador e amoroso com aqueles que se comportam mal em sua frente. Porque se você se perturbar e retornar as suas palavras sem paz, se você responder com rudez e desdém, significa que você foi vencido pelo ma e deveria aplicar a si mesmo o seguinte “Médico, cura a ti mesmo” ou “Porque te preocupas com o cisco no olho do teu irmão, mas não vês a trave no teu olho?. . . Primeiro tira a trave do teu próprio olho” (Lucas 4:23, Mateus 7:3-5). Tenha pena dos que lhe insultaram, porque é fácil ser conquistado por suas próprias paixões e ter a alma doente. Quanto mais alguém é rude e abalável, mais amor ele deve receber, isso irá facilmente vencê-lo. Deus é sempre mais forte do que o mal, portanto vitorioso. Lembre-se, também, que todos nós somos muito fracos e facilmente vencidos pelas paixões. Por causa disto, seja manso e condescende com todos os que pecaram contra você. Você tem a mesma doença de seu irmão. Perdoe os seus devedores assim como o seu Pai Celestial perdoa as suas dívidas.

Você não quer rezar por alguém que deprecias, mas esta é uma razão verdadeira para rezar. Por isso você deve procurar o médico, porque você está doente com raiva e orgulho, justamente como aquele a quem deprecia. Reze para que Deus lhe ensine mansidão e paciência e Ele lhe dará força para amar os seus inimigos e não apenas os amigos. Ele lhe ensinará a rezar sinceramente pelos amigos e pelos inimigos.

O Ancião Siluano.

Se a sua mente quer rezar no coração e não pode, leia a prece com seus lábios e deixe a mente com as palavras da oração. Com o tempo, o Senhor lhe concederá a oração sem palavras e você rezará em paz. Alguns prejudicaram seu coração tentando rezar com a mente no coração e terminaram não sendo capazes nem de rezar com a boca. Mas você pode ordenar a sua vida espiritual: os dons são concedidos aos simples, às almas humildes e obedientes. Para aquele que é obediente e temperado em tudo: na comida, na fala, nos movimentos, o Próprio Senhor lhe concede a oração e a paz em seu coração. A oração incessante vem com o amor é perdida pela condenação, conversas vazias e intemperança. Qualquer um que ama a Deus pode pensar Nele noite e dia, porque nada impede alguém de amar a Deus.

Aprender a humildade de Cristo é uma grande benção. Quando você a tiver, a vida se torna pacífica e alegre e tudo é prazeroso para o seu coração. Deus se revela no Espírito Santo apenas aos humildes e se não nos humilharmos, não veremos Deus. A humildade é a luz pela qual podemos ver a Luz-Deus, como é cantado “Nessa luz veremos a Luz. ”

O Senhor ama as pessoas, mas Ele manda-lhes problemas para que aprendam de sua fraqueza e se tornem humildes e recebam o Espírito Santo, e com Ele tudo está bom, alegre e belo. Sofre-se muito pela pobreza e doença, mas se alguém não se humilha, está sofrendo em vão. Alguém que se humilha contenta-se com qualquer destino, porque o Senhor é sua saúde e alegria e todo o povo se maravilhará com a beleza de sua alma.

Você dirá: eu tenho vários problemas. Mas eu, ou melhor, o próprio senhor dirá: humilhe-se e você verá seus problemas tornarem-se um descanso, então você ficará surpreso e dirá: por que eu sofri e me lamentei tanto antes? Mas agora eu regojizo-me, porque me humilhei e a graça de Deus veio e, agora, sentado na pobreza, essa graça permanecerá com você, porque você tem a paz na alma, a paz que o Senhor citou: “Deixo a minha paz para vocês. ” Portanto, para cada alma humilde, o Senhor dá a sua paz.

Há muitos tipos de humildade. Um é a obediência que sempre se condena, e isso é humildade. Outro tipo arrepende-se de seus pecados e considera-se indigno diante de Deus e isto também é humildade. Mas aquele que conhece a Deus através do Espírito Santo tem outro tipo de humildade, de conhecimento e sabor diferentes. Quando a alma vê o Senhor no Espírito Santo, o quando Ele é manso e humilde, ela mesma se humilha e este é um tipo muito especial de humildade, que não pode ser descrito, apenas concedido pelo Espírito Santo. Se as pessoas pudessem, através do Espírito Santo, saber como Deus é, tudo seria mudado: os ricos esqueceriam seus tesouros, os eruditos suas ciências, os juízes seu poder e glória e todos se humilhariam e viveriam em uma grande paz e amor, uma grande alegria dominaria a Terra.

Ancião Paisios Eznepidis.

O ancião Paisios cosiderou a humildade a pedra angular da vida espiritual cristã. Ele disse: “Deus ama muito a todos, conhece os problemas de cada um perfeitamente e deseja ajudar antes que o peçamos, porque nada é difícil para o todo poderoso. Mas mesmo Deus enfrenta a dificuldade no caso do homem não humilde. Eu repito que há apenas um problema que Deus não pode enfrentar, Ele não pode ajudar as almas que não são humildes. Então Deus fica desapontado, vendo sua criação torturada e Ele não pode ajudar porque o que ele pede irá machucar a pessoa, aquele que não tem um a disposição humilde. Tudo o que nos acontece é absolutamente dependente de humildade. Vemos, por exemplo, que alguém é conquistado por certa paixão. Deus permite isso porque sua alma pode ter o pensamento de aceitá-lo (isto é, tem o pensamento voltado para o orgulho). Um homem pode odiar certas paixões e não querê-las e mesmo derramar sangue para se livrar delas, mas não será bem sucedido porque Deus não o está ajudando. E Ele não ajudará, até que ele se humilhe (porque, embora ele odeie algumas dessas paixões, ele ainda é escravo do orgulho, que leva a outras paixões).

Para progredir espiritualmente, deve-se pedir por amor, oração, sabedoria, obediência e outras virtudes de Deus. Mas Deus quer ser entendido (por favor, note bem isto) , de que Ele não nos dará nada do que pedirmos, por mais que trabalhemos, se não nos humilharmos em primeiro lugar. E quando a humildade é nosso único objetivo, Deus dá o restante de graça.

Deus deseja apenas uma coisa de nós, humildade e nada mais. Ele deseja ajudar-nos com a Sua divina graça que Ele, mesmo antes de começarmos a amá-Lo, antes de fazermos qualquer esforço, nos deus no Santo Batismo. A graça nos acompanha ao amor de Deus e ao seu conhecimento. Deus faz tudo por nós, só devemos ter humildade, não resistir à graça divina, deixá-la agir. Só resistimos quando não temos humildade, e apenas uma coisa resiste à graça divina, o orgulho.

O ancião de Optin Barsanuphius Plekhankov.

Para ser ligado a Deus o seu humano deve obedecer todos os seus santos mandamentos, mas se olharmos atentamente para eles notaremos que não obedecemos a um deles. Vamos passar através de todos eles e veremos que apenas tocamos esse mandamento e já passamos para outro, e o mandamento de amar os nossos inimigos tem sido completamente esquecido. O que foi deixado para nós, pecadores? Quem deverá ser salvo? Não há outra maneira, através da humildade. “Senhor, eu pequei em tudo, eu não tenho nada de bom, sua misericórdia infinita é a minha única esperança. ” Somos verdadeiros fracassados diante de Deus, mas por causa da humildade ele não se desviará de nós. Ao contrário, é melhor ter muitos pecados, considerar-se um grande pecador do que ter algumas glórias e ser orgulhoso delas, achando-se correto. O evangelho dá dois exemplos, o do Fariseu e do Publicano.

São Teófano o Recluso.

A simplicidade é uma característica necessária da humildade, e não pode haver humildade quando falta a simplicidade. A simplicidade não é falsa, suspeitosa, suscetível, não rotula ninguém, não tenta ser sábia. . . Tudo isso significa humildade. A característica da humildade é sentir-se uma nada e tudo que eu tenho pertence a Deus. . .

Você está dizendo que o espírito da vaidade está atacando você. Seja cuidadoso. Essa serpente tem muitas cabeças, algumas vezes ela até usa a imagem da humildade. . . A vaidade é súbita, mas amaldiçoa a alma. E o Senhor rapidamente retira sua graça daqueles que encorajam vãos pensamentos, deixando-os cair.

O orgulho é a paixão mais fatal que parece pura por fora. Já que os anciãos falaram-lhe sobre humildade em sua infância significa que Deus quer que você seja humilde por si próprio. Ele está pronto para dar-lhe humildade, se você lutar por ela. . .

(Sobre a virtude da Humildade.
Escrito pelo Bispo Alexander (Mileant)
Traduzido pela Dra Rosita Diamantopoulos)
http://www.fatheralexander.org/

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: