A vida fraterna na Cartuxa

2 04 2013
Monges Cartuxos

Monges Cartuxos

Irmãos em Cristo

O objetivo de toda a vida monástica é a perfeição do amor de Deus Mas Cristo nos ensinou que não se pode separar do amor de Deus eo amor ao próximo, a um e outro vai aprofundar juntos. Toda a vida cristã e, portanto, também a vida do cartuxo, resultado em uma dimensão fraterna. Na Última Ceia, Jesus disse: “Eu vos dou um novo mandamento: o amor um do outro. Assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Por isso todos saberão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros “.

O apóstolo São João, dirigindo-se as primeiras comunidades cristãs, ecoando as palavras de seu mestre: “Aqui é o mandamento que temos dele: quem ama a Deus ame também a seu irmão … Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus que ama é nascido de Deus e conhece a Deus que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor ….. Se nos amarmos mutuamente, Deus permanece em nós eo seu amor em nós é perfeito …. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus e Deus permanece nele “.

Como já mencionado, a Cartuxa formar uma família, eles são solitários, que vivem como irmãos reunidos em torno de Cristo presente entre eles. Solidão e vida em comunidade são equilibradas entre si: uma solidão que não é o isolamento ou a retirada em si mesmo, mas o desejo de Deus e da comunhão dos santos, uma vida comunitária que não é nem frouxo, nem buscando afetiva compensação, mas as necessidades de investigação ” amar, se você precisa para atravessar.

Na vida concreta do cartuxo há oportunidades de praticar a caridade fraterna, a partir de um simples sorriso, quando eles acontecem para atender um irmão com quem você não é capaz de quebrar o silêncio, até que outras vezes em que a caridade pode ser mais difícil, porque o verdadeiro amor muitas vezes exige a renúncia de si mesmo: “Se não estamos de acordo com o outro, saibamos ouvir e tentar entender o seu modo de ver …. certamente concordo de uma forma muito especial para nós, que morar na casa do Senhor, para testemunhar o amor que vem de Deus, recebendo irmãos amantes com quem compartilhamos nossas vidas e que se esforça para entender o coração ea mente de temperamentos e caracteres, embora diferente nosso “.

Dentro de uma solidão verdadeira admiração sabe a alegria de estar unidos aos irmãos com laços de afeto mútuo, para que você possa cantar com o salmista: “Quão bom e suave é que os irmãos vivam em união.”

Fonte:http://www.certosini.info

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: